domingo, 26 de abril de 2009

Final Paulistão 2009 - visão do Brune Hiiii!

Início de um jogo repleto de expectativas na Vila Belmiro. Precisando vencer, o time santista vai pra cima do Corinthians apostando na velocidade de Madson e Neymar e no faro-de-gol de Kleber Pereira, municiados pelo promissor Paulo Henrique “Ganso”. Por sua vez, a equipe do Pq. São Jorge procura conter o ímpeto ofensivo da equipe praiana, e consegue abrir o placar numa ótima cobrança de falta do zagueiro-artilheiro Chicão. Um a zero pro Timão: festa do “bando de loucos” em pleno Alçapão. Promessa de um grande jogo com perspectiva de fortes emoções... ingredientes de uma final memorável!
O jogo continua aberto, agora com o time da Vila tendo que pôr a alma em campo para reverter o placar. Após o segundo impedimento mal marcado contra o Peixe, Ronaldo recebe uma bola livre de marcação, domina com a categoria que lhe é peculiar e deixa sua marca fenomenal: ¼ de jogo e o placar aponta 2 x 0 pro time da capital. Festa dos fiéis 10 % da torcida... tenso!
Felipe, o arqueiro corintiano em tarde inspiradíssima, ajuda o Corinthians a ir garantindo a vitória, fazendo defesas de grande dificuldade nos primeiros 45 minutos. Fim de 1º tempo e vitória corintiana por dois tentos a zero. Wagner Mancini precisará mexer com os brios de seus comandados para mudar o cenário da partida.
Reinício de jogo e apenas uma alteração nas equipes. Sai Jorge Henrique e entra Fabinho no Timão. A partida ganha ares mais bélicos, com os jogadores se agredindo sempre que podem (embora não devam) em lances de bola parada, como na troca de socos entre Chicão e Germano. Lamentável. O Santos mantem-se em busca de seu 1º gol, enquanto o Corinthians segura-se e aposta nos (muitos) erros do time da casa. De tanto insistir, o Santástico diminuiu num cruzamento de Triguinho que Felipe desviou contra sua própria meta. Renasce a esperança santista!
Trinta minutos de jogo e Mancini tenta dar novo ânimo ao Santos: saem Kleber Pereira (que cansou de desperdiçar chances de gol) e PH “Ganso” para a entrada de Roni e Robson. Ducha de água gelada nas ambições peixeiras: golaço de Ronaldo! Desses pra ganhar as famosas votações de gols da rodada nas mesas redondas de segunda à noite. Maikon Leite entra no lugar de Triguinho no Santos após longo período recuperando-se de grave lesão no joelho. Mas nada foi suficiente para evitar a feliz tarde do time dos inspirados Felipe e Ronaldo, cada vez mais Fenômeno no Timão. Agora. Só uma improvável vitória santista por 3 gols de diferença no jogo de volta, no próximo domingo, no estádio do Pacaembu, tira a Taça do time da fiel torcida. Incontestável vitória corintiana, para mina tristeza [=/

3 comentários:

Clever disse...

Brune, seu canalha nem vou te elógiar muito que ai vc relaxa,te disse muito ontem no Msn.
Parabéns, pela sua postagem imparcial e muito inteligênte.
Os eitores com certeza agradecem.
abç.

LUIZ EMÍLIO ( NUNO ) disse...

Valeu Brune!!!Parabéns!!!
Como não assisti o jogo gostei muito do que você escreveu, pois hoje escutando e vendo os programas esportivos na hora do almoço não consegui ter uma visão de como foi o jogo, pois só se falava em Ronaldo e seus gols,comentários merecidos, mas eu queria saber como foi o jogo não como foi a atuação do Ronaldo.
Parabéns pela visão bem mais ampla do que de alguns medalhões do jornalismo esportivo.

Anônimo disse...

po irado brune. ficou da hora
falou certinho mesmo, só devia ter criticado um pouco mais o kleber pereira pq benza-deus.... hauhua o bixo tá horrível!!!

Abração do brother esfera!