segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Premier League: terceira rodada/por Gilmar Siqueira

Diferentemente da rodada anterior que teve seu desfecho na segunda-feira, esta acabou no domingo (29).
A primeira partida do sábado (28) foi o duelo entre Blackburn Rovers x Arsenal, em Ewood Park. O jogo começou bem aberto e com pouca marcação, Paul Robinson e Manuel Almunia. O time da casa usou a abusou de lançamentos longos, com destaque mais uma vez para Pedersen. A defesa dos “gunners” formada por Vermaelen e Koscielny sofreu muito com a movimentação dos atacantes Biram Diouf e El-Hadji Diouf. Mas logo o Arsenal mostrou seu toque de bola excepcional, com Fabregas, Arshavin e Walcott jogando muito. Com cerca de 20 minutos, Walcott começou uma bela jogada com Van Persie, o holandês devolveu o passe para o jovem meia que fez 1×0. Mas o time da casa não deixou barato, Sam Allardyce fez seu time jogar de forma muito envolvente, deixando a marcação do Arsenal boquiaberta. Sete minutos após o gol do Arsenal, o Blackburn conseguiu o empate em decorrência de um belo passe de Samba para Biram Diouf, que não desperdiçou. Ainda no primeiro tempo, Van Persie foi substituído por Chamakh, por causa de uma lesão no tornozelo. No segundo tempo o craque fez a diferença para o Arsenal, com um passe magistral de Fabregas aos 6′, Arshavin fez o segundo gol. Depois disso, o Arsenal seguiu dominando, controlando a bola e chutando menos. Aquela imposição do Blackburn no primeiro tempo foi esquecida. Jack Wilshere ainda perdeu uma boa chance no final. Mesmo assim o Arsenal venceu por 2×1.

Em partida realizada ainda no sábado (28), porém em horário diferente o líder Chelsea venceu o Stoke City em Stamford Bridge por 2×0. O time da cidade de Stoke veio disposto a não tomar gols, com um time bem defensivo, com uma formação próxima a um 4-3-2-1. Já o Chelsea jogou em seu tradicional 4-3-3. O time da casa teve mais posse de bola durante os trinta primeiro minutos, mas levou pouco perigo. Com exceção do pênalti perdido por Lampard, resultado de uma entrada estúpida de Shawcross em Malouda. Parece que este lance fez com que o Chelsea “acordasse” na partida, tanto que aos 32, ainda do primeiro tempo, após um passe maravilhoso do capitão John Terry, Malouda chutou de “prima” com a perna direita e fez o primeiro gol. O segundo tempo começou novamente com uma pressão forte do Chelsea, principalmente com o envolvente toque de bola. Com tereza minutos para o fim da partida, Anelka recebeu a bola e iria sair na cara do gol, não fosse a intervenção faltosa de Sorensen, resultado: pênalti. O cobrador desta vez foi Drogba, pois Lampard havia deixado o campo pouco antes, devido além de uma partida muito abaixo de sua média, a uma hérnia de disco. O marfinense não perdeu, 2×0 para o Chelsea.

Já o Manchester United venceu o West Ham United por 3×0 em Old Trafford. Os “hammers” até então não haviam vencido na temporada e não era nada fácil tentar se recuperar enfrentando o Manchester. O time da casa já começou envolvente, com os veteranos Giggs e Scholes jogando muito bem, mais uma vez. Além é claro do jovem português Nani. Pelo lado do West Ham, destaque para a movimentação de Dyer, já que Carlton Cole estava isolado. Com pouco mais de trinta minutos, Scholes deu um passe magistral para Giggs, o galês foi derrubado na área por Spector. Wayne Rooney cobrou a penalidade e converteu, acabando com um jejum que vinha desde o mês de março. O segundo tempo seguiu com um domínio ainda maior do Manchester United, o West Ham foi completamente apático. Com apenas 5 minutos Nani ampliou o placar, depois de um belo passe de Rooney. Aos 24 minutos, Berbatov fez um gol maravilhoso, de voleio assim que recebeu um grande cruzamento de Nani. Depois do terceiro gol o time da casa apenas controlou a partida, logicamente o West Ham não iria oferecer muito perigo. Resultado final, 3×0 para o Manchester United.

No domingo (29), o Liverpool recebeu o West Bromwich Albion em Anfield e venceu por 1×0, com gol do espanhol Fernando Torres. Logicamente o time da casa começou pressionando e o visitante bem fechado, esperando para sair em contra-ataques. Mas muitos destes contra-ataques deram certo, preocupando a defesa do Liverpool. O gol só saiu aos 20, do segundo tempo, quando Torres recebeu um passe excelente do capitão Gerrard e não desperdiçou. Outro destaque do Liverpool foi mais uma vez Kuyt, que fez uma bela partida. Ao fim da partida, houve a reclamação de pênalti cometido por Jara em Torres, mas nada foi marcado. Em declaração à BBC depois da partida Roy Hodgson disse: “Há poucos detalhes que precisam ser acertados, mas é uma questão de poucos dias a assinatura do contrato de Konchesky”.

Com o fim da rodada, o Chelsea ainda é o líder isolado com 9 pontos em cem por cento de aproveitamento, seguido de perto por Arsenal e Manchester United.

Aqui seguem todos os resultados da rodada:

Sábado(28):

Wolverhampton 1×1 Newcastle

Tottenham 0×1 Wigan

Blackpool 2×2 Fulham

Domingo(29):

Sunderland 1×0 Manchester City

Bolton 2×2 Birmingham

Aston Villa 1×0 Everton

Um comentário:

Adriano C. Tardoque disse...

Grande Mister Crawley! A maioria dos times ingleses tem nome de cerveja! He he he! Viu a invasão de javalis no campo da 5a divisão da alemanha? He he he!
Abraço!